PRINCIPIANTE? EVITA ESTES 4 ERROS MAIS COMUNS

Decidiste começar a ter um estilo de vida mais ativo? Ótimo!

Toda a gente já foi principiante em algum momento da sua vida, seja em treino, tentar um  estilo de vida mais saudável, ou outra coisa qualquer. Musculação, cardio, fazer dieta para perder gordura ou fazer dieta para aumentar a massa muscular, é difícil saber por onde começar. Mas estás com sorte: para que não cometas os mesmos erros que já vimos várias pessoas cometer, vamos dar-te algumas sugestões de como evitar os erros mais comuns de principiante. 

#1 Fazer o mesmo treino todos os dias

O corpo habitua-se rápido a fazer um certo exercício ou treino e, quando isso acontece, a eficácia do teu treino diminui drasticamente. Para além disso, é chato fazer a mesma coisa de forma repetitiva!

Enquanto seres humanos, precisamos de variedade na nossa vida para tornar as coisas mais interessantes. Não precisas de mudar drasticamente o teu treino preferido, mas tenta adicionar outros movimentos ou aumentar a intensidade, alterar séries, repetições, etc.
Treina sempre com um plano bem estruturado, seja em casa ou no ginásio. Já ouviste dizer que “não planear significa falhar”? Isto é verdade. A maioria das pessoas vai treinar sem um plano. Fazem exatamente a mesma coisa que fizeram no dia anterior ou escolhem exercícios de forma aleatória. Depois, fazem disso um ciclo e repetem sempre o mesmo. Evita isto, planeando com antecedência o que vais treinar nessa semana.

Conforme avanças nos planos de treino LXFIT, vais notar que são criados para trabalhar o teu corpo da forma mais eficiente, aplicando bastantes técnica para manter o teu corpo a evoluir.


#2 Fazer apenas cardio

Iniciantes, principalmente mulheres, acreditam que levantar pesos as vais deixar com corpo de homem e que o cardio as vai deixar mais magras e elegantes... este é um pensamento totalmente errado.
É muito importante entender que o treino de força queima muito mais calorias, mesmo depois de terminar o treino! Para além disso, ao aumentares a tua massa muscular, o teu corpo irá queimar três vezes mais calorias por kg de músculo, do que por kg de gordura. Isto torna o treino de força extremamente eficaz, e deve ser sempre a tua prioridade.

Relativamente ao cardio, é uma ótima ferramenta e é crucial para ajudar a emagrecer e perder gordura, MAS não deve ser o teu foco principal, e deve ser sempre combinado com treinos de força. Adiciona à tua rotina semanal pelo menos três treinos de força. 


#3 Manter um défice calórico extremo

Não comer nada parece a coisa certa a fazer para perder peso, certo? Afinal, se não consumires calorias, elas não te podem engordar. Errado! Assim como o teu carro precisa de combustível para andar, o teu corpo precisa de comida para viver.
Não podes, simplesmente, parar de comer de repente ou fazer défices calóricos extremos. Se tentares manter esse défice no longo prazo, o teu corpo irá reagir ao número reduzido de calorias ingeridas, entrando em “modo de autopreservação”: irá reter cada caloria que lhe forneces e será ainda mais difícil perderes peso.

Restrições calóricas extremas também não são sustentáveis no longo prazo. Não é realista comer tão pouco, ao ponto de estares constantemente com fome ou evitares saídas com amigos e familiares porque estás a fazer dieta. Encontra um equilíbrio entre reduzir a ingestão de calorias e fazer exercício físico, para obter os resultados que pretendes. Em média, se tiveres um défice de 500 calorias por dia, através da dieta e do exercício, irás perder cerca de meio kg por semana.

Faz uma avaliação à tua escolha atual de alimentos e refeições. Pelo menos durante uma semana, aponta tudo o que comes, desde pequeno-almoço, almoço, lanches, “snacks”, bebidas, etc, e avalia as quantidades que ingeres. Possivelmente vais ficar surpreendido com a quantidade de calorias extra que estás realmente a consumir. Usa estas informações para te ajudarem a fazer escolhas mais saudáveis. É importante também olhar para os métodos de confecção utilizados (quantidade de azeite, óleo, etc), para saber realmente o que estás a comer e em que quantidades. 

#4 Colocares demasiada pressão em ti

É fácil olhar para um amigo ou amiga que perdeu 10 kg, e esperar obter os mesmos resultados. Mas tu não és nenhum deles! Muitas vezes comparamo-nos com os nossos amigos, ou com alguém nas redes sociais que admiramos, mas não conhecemos a sua jornada ou toda a história que está por trás. Portanto só podemos concentrar-nos na nossa.

Estabelece objetivos pequenos e foca-te em alcançá-los antes de passares para o próximo. É muito tentador colocares pressão em ti para atingires uma meta enorme o mais rápido possível: como, por exemplo, perder 20 kg em dois meses. Na verdade, isto é irrealista e vai levar-te ao fracasso.
Estabelece metas pequenas e atingíveis e, depois de as alcançares, define uma nova meta. Trabalha em direção aos teus objetivos, todos os dias.

Compromete-te com um objetivo, como por exemplo “só vou comer sobremesa duas vezes esta semana”, e cumpre-o. Na semana seguinte, compromete-te a treinar três dias por semana e em comer uma porção de vegetais em duas refeições por dia. E, brevemente, esses pequenos objetivos irão tornar-se hábitos. 

Tu consegues!

Recapitulando, vê como podes fazer com que hoje, e todos os dias, sejam um sucesso:

1. Varia os teus treinos semanais com uma combinação de exercícios, incluindo treino de força, cardio, peso corporal e mobilidade/flexibilidade.
2. Mantém um défice calórico razoável e saudável.
3. Faz uma pausa e tenta não colocar muita pressão em ti. Dá pequenos passos todos os dias em direção aos teus objetivos.

Estamos aqui para te ajudar em cada etapa do teu percurso.

Vamos a isso!